sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

O sonho crescendo

Imagem Google

Que delícia, dá para senti-lo, fazer carinho. Ai! Ele está mexendo! Bem, para as mamães de primeira viagem  uma pergunta que vem logo em seguida é: "Será que isso que eu senti é o bebê mexendo mesmo?"

Umas dizem que parece um monte de borboletas voando, para mim parecia um monte de pedrinhas, tipo aquelas que você mexendo dentro da água. Era legal demais! Vai chegar um tempo que essas sensações irão se transformar em chutes, cotoveladas. Nossa isso lembra quando minha filha queria ficar se esticando dentro de mim...


Tem mães que disseram que o bebê chutava a costela...eu torcia para que não acontecesse comigo.


Banheiro??? Sempre que eu ia para algum lugar eu já tentava mapear um banheiro no meio do caminho caso não conseguisse segurar. Tinha momentos que eu acabava de levantar e tinha que sentar de novo para despejar aquela gota...sim...uma gota!


Era uma gotinha que se não liberasse parecia que a bexiga ia estourar. Algumas mães não conseguiram segurar esta gota e então...xiiiiiiii, já sabe no que deu né?


Em uma gestação tranquila se puder manter a mente ocupada é uma boa. Caminhe um pouco para ajudar na circulação e se estiver trabalhando, continue até não poder mais, mas sem exageros é claro.


Ah, como é bom ser interrompida em qualquer coisa que se esteja fazendo para sentir o bebê mexendo...eu conversava com ela, até cantava uma canção de minha autoria, mas bem baixinho para as pessoas não ficarem "encantadas" demais com a letra.


Hummm que fome...que horas são?? 03h00 da madrugada, ou eu levantava pra comer ou então perdia o sono. Às vezes meu marido fazia a bondade de levantar e buscar algo na cozinha.


Nossa que sono! Para quem gosta de dormir essa é uma ótima oportunidade para tirar o atraso do sono que você não terá depois que o bebê nascer e nada de ficar ligando para o pediatra para saber se é normal o bebê não dormir a noite toda!


Um colega meu fazia isso...


Puxa, como será que o bebê vai ser? Como será a vida depois do nascimento dele? Como vai se chamar? Quanta ansiedade, são tantas perguntas que surgem.


Uma dica interessante é ter uma pessoa que está em fase mais adiantada que a sua para responder algumas delas. Mas uma pessoa bacana que faça questão de responder para ajudar. Porque abobrinha, só se for para comer e não para ouvir!

Gravidez: manual 2

Imagem Google

Com a barriga aparecendo as roupas começam a ficar apertadas. E os seios?? Nossa eles ficam tão doloridos...Uma dica que me deram e eu acho legal escrever aqui: hidrate bastante o seu corpo, principalmente a região da barriga, coxas, seios e bumbum, exceto os mamilos.

Durante o banho esfregue-os levemente com uma bucha ou toalha. Eu li que deixá-los expostos ao sol por 10 minutos também é bom, apesar que essa parte do sol eu nunca fiz. Sempre tive medo de ficar a vontade no quintal e de repente passar um helicóptero e me avistar de lá de cima bem à vontade...

Imagine só, ainda mais que tudo hoje vira sucesso na internet! Tá brincando!

Falando sério, preparar os mamilos é importantíssimo para quando for amamentar. Sinceramente não deixará de doer, mas o impacto será 1000 vezes menor, pode acreditar.

Quanto a alimentação...essa era uma das partes que eu mais gostava na gravidez, eu sempre fui desencanada, se eu sentia vontade de comer algo eu comia. Tive sorte que engordei 9 kg, mas toda consulta ia com medo de ter estrapolado ou então do médico passar um sermão.


Quer saber? Coma e não passe vontade, mas cuidado para não exagerar, não se esqueça que seu bebê depende da sua alimentação para se desenvolver.

Na minha opinião não existem desejos "escadalosos" a ponto de nascer manchinhas no bebê caso você não coma na hora que sentir vontade. Dá para esperar o dia amanhecer e deixar o coitado do companheiro dormir ao invés de fazê-lo sair por aí correndo que nem doido atrás do seu "pavê de jatobá recheado de abacaxi e nozes com cobertura de mel que só encontra na Índia".

Mas se tem ou tiver vontade de comer coisas estranhas do tipo "raspas de tijolo com cobertura de chocolate", fazer o quê?
Coma e não passe vontade!

Gravidez: manual

Imagem Google

Pois é, chega a fase em que a barriga começa a aparecer. Umas ainda com os sintomas de enjôo, outras deixam de sentir, tem as que sentem durante toda a gravidez e tem também as que não sentem nada a gravidez todinha.

Saiba que tudo varia de mulher pra mulher. Uma coisa que eu fazia bastante era procurar em sites de busca algo relacionado as coisas que eu sentia. Sinceramente sempre achei melhor fazer isso do que ficar ligando para o médico o tempo todo para saber se o que estava sentindo era normal ou não....deixava as perguntas para o dia da consulta. Lembrando nada substitui as consultas de pré-natal.

Mas as coisas que encontrava nos sites me deixava mais tranquila, porque via que outras mulheres sentiam a mesma coisa que eu.


Se a gravidez está ocorrendo normalmente, particularmente não vejo necessidade de ficar dando atenção à coisas que não são sérias.


Tá certo que boa parte das grávidas, inclusive eu na época, tem uma certa carência, precisam de atenção (mais do que ganham). Mas exagerar ou usar da gravidez para ser o centro das atenções acho uma grande besteira! E sei que isso existe!


Libere o médico para atender quem realmente precisa de um cuidado maior. Uma idéia legal é começar a pensar no enxoval (falaremos também sobre isto depois)!


São 40 semanas que acontecem tantas coisas que eu queria poder me lembrar de tudinho para pode dizer o quanto foi legal a fase de gestação.

Depois que passa dá uma saudade, é claro que minha fase de mãe de agora também está maravilhosa!

Gravidez de risco

Imagem Google


Como eu falei no tópico anterior, com o pré-natal consegue-se descobrir se a gestação será de risco ou não.

Se tiver uma gestação tranquila dê graças a Deus. Mas caso a gestação seja de risco, tenha sempre um bom acompanhamento médico, siga rigorosamente as instruções dele e também dê graças a Deus por mais um dia vencido com o seu bebê!

Por mais cuidado que se tenha, curta intensamente cada momento, pois é único demais e inesquecível! Não permita que os problemas se tornem maiores do que a felicidade de estar grávida.

Cuidado sim, tristeza não! Tenha fé que mesmo com dificuldades as coisas boas acontecerão!
Bate um medo de não conseguir ser forte o suficiente...acho que por mais desencanada que seja a grávida ela se pega em momento de fraqueza, de achar que não vai conseguir até o fim, mas se Deus permitiu de você estar grávida, não tem porque ficar assim, insegura, pense sim na vida que você está levando dentro de você e seja feliz!

Gravidez: pré-natal

Imagem Google


Um momento gostoso e importante na fase da gestação é o pré-natal, que vem com a bateria de exames e principalmente os ultrassons.


A gente conta os dias das consultas para poder ver o bebê, cada parte do corpinho dele que está se formando, vê-lo se mexendo, o coraçãozinho batendo num ritmo acelerado.

O melhor é quando tem o ultrassom morfológico. Este sim quando começa o exame não dá vontade de sair da sala. Poxa vida! O médico com pressa para atender outras pacientes e a gente lá! Enrolando!

Dá vontade de ficar fazendo perguntas para ele, mesmo que o exame já tenha durando uns 15 minutos, que é bastante tempo, mas para gente passa tão rápido.

Uma dica para quem puder é levar um DVD para gravar o momento do exame, só assim você não atrasa o médico e passa o resto do dia revendo as imagens em casa. Bem, o resto do dia ou então todos os dias até o próximo ultrassom...que é bem mais provável.

Até hoje não conheci uma gestante que não seja exagerada, incluindo eu na época que fiquei.

Lembre-se que o pré-natal é importantíssimo para o acompanhamento e desenvolvimento do bebê e para saber como anda a sua saúde.

A dor da perda

Imagem Google


Perder quem se espera deve ser uma dor que não tem definição. Dói só de imaginar...

Não sei explicar muito, mas a sensação de vazio é enorme e sem fim.
Acredito em uma só coisa: tudo acontece de acordo com a vontade de Deus e só Ele é quem sabe porque permitiu isto.

No momento certo o desejo de ser mãe será concretizado por Ele e a felicidade retornará.

Tenha fé!

domingo, 23 de janeiro de 2011

Gravidez: as primeiras sensações

Imagem Google

Uma porta se abre e você entra...para um mundo especial que você nunca mais sairá.

As primeiras semanas nosso corpo e organismo passa por tantas mudanças que tudo funciona a mil por hora.

Generalizando, sentimos algumas "PEQUENAS" indisposições como, vômitos (arg"), fome, fome, muita fome, (apesar que existem mulheres que não tem a menor vontade de comer), azia, enjôo por ter comido demais ou enjôo por ter passado da hora de comer, vontade de chorar...resumindo: nada está bom para a mulher nesta fase.

Lembre que as mulheres são cheias de hormônios e eles decidem como será o humor delas durante o dia.


Será que estou exagerando?


Bom pegue todo esse humor e soma....ou multiplica.


É claro que nada disso passa perto da sensação de estar grávida e que isso em algum momento vai passar, mesmo que seja depois do parto!


Tudo bem que ninguém merece ficar a gravidez toda com todos estes sintomas, mas é por um bom motivo. Pense no lado bom da coisa e curta!

Deu positivo!

Imagem Google

Uau! Quanta emoção, quanta coisa que passa na mente neste momento! Dá vontade de chorar, de rir, gritar, de sair correndo de alegria sem destino ou com destino certo até ao telefone ou então até alguém que você quer que saiba primeiro.

Não, não! Espera um pouco. O que fazer? Ai meu Deus! Tá...respira fundo...Melhor marcar um médico para confirmar.

Chega o dia do ultrassom - (eu fui sozinha, não consegui alguém para ir comigo...meu marido e minha mãe estavam trabalhando no dia...mas a emoção era maior do que ficar pensando em quem poderia estar comigo, até porque mesmo que não estavam presentes, estavam "online" no celular).

Então a enfermeira chama e ajuda a se preparar para um dos momentos mais surpreendentes...Ai cadê o médico que não chega? Que demora! Até que a porta da sala se abre e entram ele e a enfermeira. Ufa!

O exame começa e a magia começa também. Quem nunca entendeu e nunca soube ver o que mostrava um ultrassom começa a enxergar tudo, principalmente um "carocinho" que entra na tela da TV que parece ENORME!

Será um bebê ali?


Até que você acaba ouvindo algo que finge não entender: TUMTUM TUMTUM TUMTUM...mais rápido que o batuque de escola de samba e se pergunta o que será aquilo. O médico fala com você: "Está ouvindo o ♥ do seu bb?"


"PARABÉNS! VOCÊ ESTÁ GRÁVIDA!"


Ai até respirei fundo agora!

Pois é, você que está tentando começa a imaginar como será esse momento, né? E você que já passou por isto, seja ele uma, duas vezes ou mais, vê tudo passar como o melhor filme que já viu na vida!

É assim pra mim...respirei fundo de novo!


Se você acha que sabe o que significa o que é o amor se enganou! Você vai descobrir uma definição ainda maior do que imaginava.


Espere para ver!

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Tentando


Imagem Google


Vou dizer uma coisa para aquelas que sabem o que querem, que estão decididas a terem um filho: "Mulher quando quer uma coisa ninguém tira da cabeça. Quando cisma em ter um filho ninguém segura".

Mas é neste momento que ela encontra um caminho onde verá uma das portas mais importantes da vida dela: a da maternidade...eu falo essas coisas por mim, por tudo que senti e que tenho sentido até neste exato segundo.

Primeiro vem o último remedinho da cartela (uma amiga minha chama de anti-neném), depois vem os dias da ansiedade, dá um mês e começa a crescer a expectativa e vem o pensamento: "Será que vou engravidar ou não?"

Eu fiquei dois meses aguardando depois que parei de tomar remédio. Comprei o teste de farmácia, acordei no dia seguinte e fui correndo para o banheiro "testar". Nossa que emoção quando apareceram as duas tirinhas!! Fiquei sem ar, quis rir, mas meu marido ia achar estranho eu rindo sozinha às seis horas da manhã dentro do banheiro e quase saindo para trabalhar...então preferi ficar sem ar mesmo por alguns segundos.

Então eu quis fazer surpresa para o marido. Fui trabalhar e deixei pra contar à noite...Foi um dia longo e passei a maior parte dele “desconectada” do mundo...lembrando do teste. das duas tirinhas e feliz da vida. Quando chegamos em casa eu contei! 


Ufa! Demorou pra cair a ficha dele, tive que repetir várias vezes, mas como estou acostumada a repetir as coisas pra ele, então não liguei muito em ter que falar a mesma coisa! Mas no final ele também amou a novidade!

Para você que está tentando não se espelhe nas datas que outras mulheres falam. Umas demoram alguns meses e outras demoram até anos, porque isto depende de cada organismo, varia de uma mulher para outra. Tente, mas não se encane, comece curtindo cada segundo deste novo momento que está para acontecer na sua vida!

Sei que não adianta acalmar, porque a gente fica ansiosa, bate até uma insegurança, um frio na barriga. Pensamos o tempo todo como será que vai ser. E acho tudo isso natural!

Eu acredito muito em Deus, acredito cegamente que tudo acontece é de acordo com a vontade Dele. Tudo tem um tempo certo para acontecer. Às vezes achamos que está demorando para as coisas acontecerem, mas Ele sabe o momento certo para tudo isso. 

Até que nem tão cedo e nem tão tarde você acaba sendo presenteada!

Mais uma vez eu digo: curta, mas com paciência!

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Antes de ser mãe


Antes de ser mãe, eu fazia e comia os alimentos ainda quentes. Eu não tinha roupas manchadas, tinha calmas conversas ao telefone. Antes de ser mãe, eu dormia o quanto eu queria, Nunca me preocupava com a hora de ir para a cama. Eu não me esquecia de escovar os cabelos e os dentes 

Antes de ser mãe, eu limpava minha casa todo dia. Eu não tropeçava em brinquedos e nem pensava em canções de ninar. Antes de ser mãe, eu não me preocupava: Se minhas plantas eram venenosas ou não. Imunizações e vacinas então, eram coisas em que eu não pensava.

Antes de ser mãe, ninguém vomitou e nem fez xixi em mim, nem me beliscou sem nenhum cuidado, com dedinhos de unhas finas. Antes de ser mãe, eu tinha controle sobre a minha mente, Meus pensamentos, meu corpo e meus sentimentos, e dormia a noite toda.

Antes de ser mãe,eu nunca tive que segurar uma criança chorando, para que médicos pudessem fazer testes ou aplicar injeções. Eu nunca chorei olhando pequeninos olhos que choravam. Nunca fiquei gloriosamente feliz com uma simples risadinha. Nem fiquei sentada horas e horas olhando um bebê dormindo.

Antes de ser mãe, eu nunca segurei uma criança, só por não querer afastar meu corpo do dela. Eu nunca senti meu coração se despedaçar, quando não pude estancar uma dor. Nunca imaginei que uma coisinha tão pequenina, pudesse mudar tanto a minha vida e que pudesse amar alguém tanto assim. E não sabia que eu adoraria ser mãe.

Antes de ser mãe, eu não conhecia a sensação, de ter meu coração fora do meu próprio corpo. Não conhecia a felicidade de alimentar um bebê faminto. Não conhecia esse laço que existe entre a mãe e a sua criança. E não imaginava que algo tão pequenino, pudesse fazer-me sentir tão importante.

Antes de ser mãe, eu nunca me levantei à noite toda, cada 10 minutos, para me certificar de que tudo estava bem. Nunca pude imaginar o calor, a alegria, o amor, a dor e a satisfação de ser uma mãe. Eu não sabia que era capaz de ter sentimentos tão fortes. Por tudo e, apesar de tudo, obrigada Deus, Por eu ser agora um alguém tão frágil e tão forte ao mesmo tempo. Obrigada meu Deus, por permitir-me ser Mãe!



(Autor desconhecido)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...